terça-feira, 22 de julho de 2014

Homem encontra filho sendo estuprado e espanca criminoso


Imagem: Reprodução/Correio 24h
Um homem de 35 anos espancou um jovem de 18, após flagrá-lo tentando estuprar seu filho. Jason Browning ficou indignado ao se deparar com a cena e, sem pensar duas vezes, partiu para cima do criminoso e o espancou até que o estuprador ficasse inconsciente. O pai admitiu que só parou de agredi-lo quando seu filho se jogou na frente e impediu que ele o matasse. 


De acordo com informações do Daily Mail, o pai informou em depoimento que havia saído de casa durante a madrugada para comprar comida e, quando voltou, ouviu um barulho estranho no quarto do filho de 11 anos. Ele foi até o local, abriu a porta e encontrou um homem identificado como Raymond Frolander estuprando o adolescente.

Segundo depoimento à polícia, o adolescente explicou que estava brincando de videogames com alguns amigos e, quando todos foram embora, Frolander o arrastou até o quarto e puxou suas calças. Ele revelou ainda que o jovem de 18 anos comete abusos sexuais contra ele há três anos.

Imagem: Reprodução/Correio 24h
Ao flagrar a cena, o pai esmurrou o estuprador até que ele perdesse a consciência. Ele chegou a ir na cozinha da casa para pegar uma faca. "Eu ia matá-lo", admitiu. Apavorado e com medo de que o pai acabasse matando o criminoso, o filho pediu que ele parasse. "Meu filho entrou na minha frente e me fez parar. Meu filho salvou a vida dele. Então, quem é realmente o herói nesta situação?", questionou.

Mais calmo, Browning ligou para a polícia e relatou o ocorrido. “Eu acabei de encontrar um homem adulto molestando meu filho. Ele está aqui em uma poça de sangue agora para você, policial”, disse.

“Ele está inconsciente?”, perguntou o policial. “Sim… eu bati muito forte, senhor. Ele se levantou quando cheguei e suas calças estavam abaixo do tornozelo e nada mais precisa ser dito. Eu fiz tudo o que eu tenho o direito de fazer, mas eu não o matei”, contou o pai.

A polícia chegou à casa, que fica localizada em Daytona Beach, na Flórida, EUA, para prender o jovem, que ainda estava inconsciente. Frolander estava com várias contusões, lacerações, e inchaço no rosto. Ele foi levado a um hospital e foi preso em seguida.

Em depoimento, Frolander se declarou inocente e negou que tenha cometido qualquer agressão sexual. pressionado por policiais, ele admitiu ter molestado o garoto durante anos e foi indiciado por estupro de vulnerável. 

O chefe da polícia informou ainda que nenhuma punição será aplicada ao pai do garoto, já que ele estava apenas “agindo como pai”. 

Redação
Correio 24h
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...